top of page

Reciclagem: como ela avança no Brasil em números

Todos os dias nós produzimos lixo nas nossas casas, como embalagens de bolachas, massas, latinhas e muito mais. Reduzir o nosso consumo de plástico, papel e alumínio pode ser um desafio, então, muitas vezes vemos o descarte consciente e a reciclagem como alternativa. Mas o que acontece depois que esses resíduos saem da nossa casa? A coleta seletiva e centros de reciclagem realmente dão conta de tanto lixo?


Em 2021, o Brasil totalizou 27,7 milhões de toneladas de resíduos recicláveis, porém, segundo um levantamento feito pela Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais) no Brasil, os centros de reciclagem recebem apenas 4% dos resíduos sólidos que poderiam ser reciclados. São diversos os fatores que causam esse número tão baixo. Desde a falta de conscientização por parte da população sobre a separação e descarte corretos, até questões de infraestrutura de cada cidade.


Entre os principais resíduos recicláveis estão o plástico (16,8%), papel e papelão (10,4%), vidros (2,7%) e metais (2,3%). Segundo um estudo encomendado pelo PICPlast (Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico), o Brasil reciclou apenas 23,1% dos resíduos plásticos em 2020, uma porcentagem ainda muito pequena se considerarmos que a grande maioria dos resíduos que não são reciclados no Brasil vão parar em lixões, o que causa um grande impacto ambiental.


Já a reciclagem de alumínio é a mais alta já registrada no Brasil. No ano de 2021, a porcentagem alcançada foi de 98,7% em relação ao material produzido durante o ano, o que representa aproximadamente 33 bilhões de latinhas. Esses números foram levantados pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal) e a Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas). Esse número faz do Brasil um grande exemplo para a reciclagem de alumínio.


O Brasil ainda precisa evoluir muito no seu sistema de coleta de resíduos e reciclagem, mas sabemos que esse processo começa na casa dos consumidores. Por isso, é importante saber como fazer o descarte correto do seu lixo e compreender os impactos para os centros de reciclagem.


Fontes:

ESTUDO APONTA QUE 23,1% DOS RESÍDUOS PLÁSTICOS PÓS-CONSUMO FORAM RECICLADOS EM 2020 NO BRASIL. Abiplast. Disponível em: <http://www.abiplast.org.br/noticias/estudo-aponta-que-231-dos-residuos-plasticos-pos-consumo-foram-reciclados-em-2020-no-brasil/>


BRASIL REGISTRA RECICLAGEM DE 98,7% DE LATAS DE ALUMÍNIO EM 2021. Agência Brasil. Disponível em: <https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2022-04/brasil-registra-reciclagem-de-987-de-latas-de-aluminio-em-2021>


ÍNDICE DE RECICLAGEM NO BRASIL É DE APENAS 4%, DIZ ABRELPE. Agência Brasil. Disponível em: <https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2022-06/indice-de-reciclagem-no-brasil-e-de-4-diz-abrelpe#:~:text=Os%20materiais%20recicl%C3%A1veis%20secos%20representaram,anos%20de%202020%20e%202021.>


Comentários


Posts Em Destaque